Comité Internacional dos Trabalhadores contra a Guerra e a Exploração (COI)

O Comité Internacional dos Trabalhadores contra a Guerra e a Exploração, por uma Internacional dos Trabalhadores (COI), foi criado com base num Manifesto adoptado na conferência mundial realizada em Mumbai (Índia), em Novembro de 2016, com delegados de 28 países.

Em Outubro de 2022, foi realizada em Paris uma nova conferência mundial, precedida por uma Conferência Internacional de Mulheres Trabalhadoras. Delegados de 43 países assinaram um Apelo atualizando o Manifesto de Mumbai para refletir a situação global (*).

O Comité de Acompanhamento do COI é composto por ativistas do movimento operário de todas as origens políticas/sindicais: Camille Adoue (França) Inocente Assogba (Benin) Alan Benjamin (EUA) Colia Clark † (EUA) Adama Coulibaly (Burkina Faso) Constantin Creten (Romênia) Bertony Dupont (Haiti) Daniel Gluckstein (França) Rubina Jamil (Paquistão) Christel Keiser (França) Apo leung (China) Nnamdi Lumumba (EUA) Randy Miranda (Filipinas) Mandlenkosi Phangwa (Azânia) Milind Ranade (Índia) Klaus Schüller (Alemanha) Jung Sikhwa (Coréia do Sul) Mark Vassiev (Rússia) Nambiath Vasudevan (Índia)

(*) Afeganistão, Argélia, Azânia/África do Sul, Bangladesh, Bielorrússia, Bélgica, Benin, Brasil, Grã-Bretanha, Burkina Faso, Burundi, Canadá, Chile, China, Congo, Egito, França, Alemanha, Grécia, Haiti, Hungria, Índia , Itália, México, Marrocos, Paquistão, Palestina, Peru, Filipinas, Portugal, Roménia, Rússia, Senegal, Coreia do Sul, Estado Espanhol, Sri Lanka, Suécia, Suíça, Togo, Tunísia, Turquia, Estados Unidos, Zimbabué.

Website: https://coi-iwc.org/

Contacto: https://coi-iwc.org/contact/